Um meteoro ou lixo espacial russo?


Controvérsia sobre um objeto que caiu na Argentina.

A queda de uma "bola de fogo" que surpreendeu os moradores das províncias argentinas de Mendoza e La Pampa, provocou uma polêmica no país depois que alguns cientistas disseram que era lixo espacial russo, enquanto outros insistem que era um meteorito.

"É parte da nave russa Progress M-67, que no domingo foi desconectada da Estação Espacial Internacional (ISS) e na volta se desintegrou na atmosfera", disse o astrônomo Jaime Garcia, diretor científico do Instituto Copérnico da Argentina.

A nave Progress, durante viagem à ISS | NASA


A Progress M-67 foi lançada no dia 24 de julho do Cosmódromo de Baikonur (Cazaquistão), com mais de 2,5 toneladas de carga vital para a tripulação da ISS, e foi desengatada em 21 de Setembro, por ordem do comando central terrestre.

"Depois de sua separação, o próximo passo é desorbita-la, ou seja, deixa-la a deriva para que seja atraída pelo fenômeno gravitacional da Terra e caia no que é conhecido como cemitério de naves espaciais que está no Pacífico Sul ", observou Garcia.

O cientista ressaltou que sua hipótese é baseada em consultas a vários centros de pesquisa na Argentina e no Chile na área de Concepcion.

No entanto a Dra. Beatriz Garcia negou que se trate de detritos espaciais e confirmou que correspondia a queda de um meteorito devido a cor "branco azulada" que foi vista."

"Não é lixo espacial. Além disso, pela onda de choque que ocorreu na Terra, é um meteorito", insistiu a Drª. Garcia, que faz parte da equipe de profissionais do observatório Pierre Auger, o maior detector de raios cósmicos do mundo, localizado na província de Mendoza.

A queda da "bola de fogo" surpreendeu no domingo retrasado, quando moradores de Mendoza e La Pampa sentiram uma explosão de grande intensidade que iluminou o céu.

"Foi uma bola de fogo que caiu e, em seguida, sentimos um estrondo", disse Luis Gutierrez, um delegado da cidade de Carmensa, em Mendoza. A mídia local disse ainda que o barulho foi ouvido nas províncias de Buenos Aires e San Luís.


Fonte: El Mundo/arquivosdoinsolito
Share on Google Plus

About ♰†♰Death Angel♰†♰

0 comentários:

Postar um comentário