Círculo de Avebury

Foto feita no chão e nos dias atuais do local (dando evidência às rochas)


O Círculo de Avebury, maior monumento pré-histórico da Europa, situado no condado britânico de Wiltshire, originalmente era composto por 200 pedras eretas, pesando até 60 toneladas cada, que se encontravam dispostas em três círculos; uma combinação de fosso e rampa rodeava o conjunto. Os seus trinta hectares abrangem hoje grande parte da Vila de Avebury, sendo o restante recoberto de prados.Durante a Idade Média o círculo sofreu danos irreparáveis. Na época, acreditava-se que eram obra do demônio e grande parte dos megalitos foram derrubados, enterrados ou destruídos. Só a partir de 1932 o círculo passou a ser protegido, na seqüência das primeiras escavações arqueológicas no local. Os fins a que se destinava este círculo permanecem obscuros, alimentando teorias para todos os gostos. Uma das mais recentes, e delirantes, foi sugerida pelo astrônomo britânico Peter Oakley: assinalando as semelhanças de Avebury com a formação rochosa da superfície de Marte, chamada Cydonia, e calculando em um para cem bilhões as possibilidades de tal coincidência, sua sugestão é de que o círculo de Avebury é obra de marcianos errantes, nostálgicos do planeta-mãe. Por essa teoria, Peter Oakley foi tachado como sendo um louco, mas até hoje (mesmo com escavações arqueológicas ocorrendo periodicamente no local), não se sabe nem que povo construiu tal façanha nem mesmo para qual objetivo.

Fotomontagem aérea fazendo uma reconstituição de como seria o
local antes das destruições ocorridas na Idade Média.









Fonte: Sobrenatural.org
Share on Google Plus

About Wesley Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário