Poltergeist na Malásia


Nur Fatili (à direita) e Wan Nurfatiha mostram seus véus e uniformes escolares queimados


Um estranho "fogo espiritual" começou recentemente em uma casa residencial em Jalan Pantai Cahaya Bulan, Kampung Barembang, na cidade de Kota Bharu, nordeste da Malásia.

Mais de dez ulemás não conseguiram apagar o "fogo" recitando os versos do Corão, e os incidentes dos incêndios espontâneos que queimam roupas continuaram a ocorrer por mais de vinte vezes.


Fari, vizinho de Zainab , ajuda a apagar o "fogo" (no círculo vermelho)




A proprietária da casa, Zainab Sulaiman, 73, disse que a incidência do "fogo espiritual" tinha abrandado um pouco, depois das orações oferecidas pelos ulemás, que ainda foram por quatro vezes na residência.

O fenômeno misterioso aconteceu novamente durante o dia por mais de vinte vezes, cinco dos quais ocorreram quando o jornal Sin Chew Daily fazia uma entrevista no local.


O arroz branco durante a noite foi arruinado com molho doce, provavelmente o trabalho de alguns "diabinhos"


Zainab Sulaiman reclamou que sua família não tem ideia de como apagar os "incêndios" e que não poderá aproveitar as roupas queimadas.

"Nós não vamos ter mais nenhuma roupa para vestir. O que devemos fazer agora?" perguntou.

O "fogo espiritual" queimou as roupas, estragou a comida, acendeu o fogão a gás, e queimou os novos uniformes escolares e véus das netas de Zainab, Nur Fartili de 11 anos, e Wan Nurfatifa de 13 anos, impedindo-as de ir à escola.

Zainab aponta o fogão que queima espontâneamente



Os incidentes duraram 13 dias e muitos "mestres supremos" foram consultados, inutilmente.

Mais de dez ulemás não conseguiram apagar o "fogo"



Zainab não consegue entender por que o estranho fenômeno ocorre em sua casa, que foi construída em um terreno pertencente à Secretaria dos Assuntos Islâmicos, onde estava vivendo em paz há mais de três décadas.

Ela está preocupada que o "fogo espiritual" provoque incêndios reais que possam causar danos à sua casa e a de seus vizinhos. Como resultado, ela está em casa há 13 dias, porque tem receio que um evento desastroso aconteça no momento em que esteja fora de casa.


Tradução: Carlos de Castro


Fonte: My Sin Chew via: arquivosdoinsolito
Share on Google Plus

About Wesley Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário