Doutor Vladimir Demikhov e as suas macabras criaturas

No ano de 1954, o médico Soviético Vladimir Demikhov, revelou ao mundo uma criatura cirurgicamente modificada que acabou chocando a todos. Um cachorro de duas cabeças.



A criatura foi criada pelo médico em um laboratório localizado nos arredores de Moscou, onde enxertou a cabeça, ombros e pernas frontais de um filhote no pescoço de um pastor alemão.


A criatura foi apresentada por Demikhov diante de repórteres do mundo todo. Jornalistas da época, se arrepiavam enquanto as duas cabeças tentavam beber simultaneamente em uma tigela de leite e estremeciam enquanto o leite da cabeça do filhote pingava do tubo desconectado de seu esôfago.



A União Soviética exibiu o cachorro como prova da proeminência médica da nação.


Demikhov criou um total de vinte outros cachorros de duas cabeças. Nenhuma das criaturas viveu por muito tempo, todos foram vítimas inevitáveis das consequências de rejeição de tecido. O recorde de tempo que uma criatura viveu foi de um mês.

De acordo com Demikhov, os cachorros faziam parte de uma série de experimentos que tinham o objetivo de descobrir uma técnica para o transplante de coração e pulmão humanos.

No ano de 1967, o cirurgião sul-africano Christian Barnard foi o primeiro a transplantar um coração, mas Demikhov é amplamente reconhecido como o seu precursor.

Demikhov morreu no anonimato em 1998, mas foi premiado com a Ordem “Por serviços prestados ao País”, Terceira Classe, um pouco antes de sua morte.

Confira a apresentação da criatura para os repórteres:

Fonte: InsanidadesHumana
Share on Google Plus

About Wesley Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário