As 13 Almas Benditas, Sabidas e Entendidas


Passado alguns dias junto aos meus parentes do interior, ouvi em conversas sobre estas 13 Almas e como elas servem de alvo de devoção. A curiosidade me pegou e busquei saber quem são, e o porquê acreditam nelas, e por que não é algo amplamente divulgado pela a própria Igreja Católica.
Basicamente a história se baseia na concepção dada a uma lenda do livro de São Cipriano, em tradução o mito conta a história de que quando Deus deu as chaves do Paraíso a São Pedro, ele afirmou que á cada sete anos, 13 espíritos mortos em catástrofes apareceriam.
Porém estas altas não foram boas para irem ao Céu, nem tanto más para irem ao Inferno. E por falta de pecados, não podem ficar no purgatório, pois não tem sobre o que se arrependerem.
Como resultado, estas almas são destinadas a vagar pela a terra ajudando as pessoas vivas a resolverem problemas. Pois São Cipriano recebeu dos céus a oração que qualquer ser humano pode rezar com a intenção de pedir ajuda a estes espíritos.
A lenda que não faz parte da doutrina da Igreja foi se espalhando aos poucos. Sendo mais utilizada no interior do país. Fato curioso é que graças à oração atribuída a estas 13 almas, dizem os anônimos, que é realmente possível conceder alguns pedidos.
A oração que é usada é :
ORAÇÃO DAS 13 ALMAS BENDITAS
"Oh! Minhas 13 Almas Benditas, sabidas e entendidas, pelo amor de Deus atendei o meu pedido.

Minhas 13 Almas Benditas, sabidas e entendidas, a vós peço, pelo sangue que Jesus derramou, atendei o meu pedido.

Pelas gotas de suor que Jesus derramou do seu Sagrado Corpo, atendei o meu pedido.

Meu Senhor Jesus Cristo, que a vossa proteção me cubra, vossos braços me guardem no vosso coração e me proteja com os vossos olhos.

Oh! Deus de Bondade, vós sois meu advogado na vida e na morte; peço-vos que atendei os meus pedidos, livrai-me dos males e dai-me sorte na vida.

Segui meus inimigos; que olhos do mal não me vejam; cortai as forças dos meus inimigos.

Minhas 13 Almas Benditas, sabidas e entendidas, se me fizerem alcançar esta graça (dizer a graça), ficarei devoto de vós e mandarei um monge copista escrever um milheiro desta oração, mandando também rezar uma missa".

Obs: Após esta reza o solicitante deve rezar um Pai - Nosso, uma Ave - Maria e fazer o Sinal da Cruz.
Hoje em dia o fiel não pede mais para um monge copista escrever um milheiro desta reza . Porém manda imprimir um milheiro desta oração e paga para colocá- la na seção religiosa do jornal de sua cidade ou deixa numa igreja.
Esta oração ainda é muito utilizada nos atuais dias, e como segundo a lenda de São Cipriano, elas teriam vindos através de uma catástrofe, algumas lendas se formaram junto do mistério das 13 almas que ficaram presas no elevador durante o incêndio no Ed. Joelma em 74.

O que acontece é que como em nenhum momento fica claro se as almas devem vir de uma única catástrofe, ou como elas devem ter morridos. Não há nenhuma possibilidade de afirmar que estes espíritos mortos no incêndio fazem parte do mito das 13 Almas Benditas, Sabidas e Entendidas.

Mas que não falta quem acredite, e até considere o acidente nos 70, como um dos fortes de indícios do crédulo e das orações. Tanto que, depois de tanto tempo, no cemitério onde foram enterradas os 13 corpos do Joelma, ainda recebem flores, e placas de agradecimentos sobre milagres.
E ainda foi depois criada outra oração com relação especifica para as 13 Almas do Joelma.
ORAÇÃO DAS TREZE ALMAS DO EDIFÍCIO JOELMA
"Oh, treze almas das pessoas que morreram queimadas no Edifício Joelma, por favor atendam ao meu pedido.

Oh, treze espíritos que não foram identificados, acenderei treze velas se a minha prece for atendida.

Oh, treze criaturas que foram queimadas, que Jesus guie os seus caminhos.

Oh, treze seres que faleceram queimados no Edifício Joelma, mandarei rezar treze missas se o meu pedido for atendido.

Oh, treze espíritos, que o Espírito Santo acolha as suas almas. Amém."

OBS: O solicitante deverá rezar esta oração por treze dias. A cada dia ele deve acender uma vela diferente. Após o pedido ser realizado, o contemplado deve ir até uma igreja e mandar rezar uma missa em memória das treze almas, sem identificação, que faleceram queimadas no Edifício Joelma.

De fato o acidente do Joelma, foi marcante para a história paulista, porém não há como comprovar nenhuma ligação dos 13 corpos no elevador, com relação à oração das 13 Almas milagreiras oriundas de uma lenda sobre São Cipriano, no qual a Igreja também não confirma.






Fonte: EM
Share on Google Plus

About Wesley Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário