Qual a origem dos palavrões?

Favor só ler esse post se você tiver mais de 18 anos, pois contém palavras inapropriadas...


Os palavrões existem em todas as culturas, em todos os tempos, por serem as palavras que melhor conseguem exprimir emoções de raiva, ofensa ou (por que não) humor. Eles são controlados pelo "porão" do cérebro - o sistema límbico, responsável pela nossa parte mais primitiva (por isso que os palavrões sempre se referem à base da existência: sexo e excrementos), e influenciam desde sempre no nosso relacionamento social. Eles mudam de tempos em tempos, dependendo da polêmica da época. Na peça Romeu e Julieta, "que a peste invada a casa de ambos" é usado como ofensa. Hoje não surtiria muito efeito.

Vamos para a origem de alguns dos palavrões mais comuns:

Boceta - era uma caixinha de madeira onde as mulheres gregas e romanas guardavam suas jóias. Poemas do século XVIII já a usavam como metáfora para a genitália feminina - onde a mulher guarda seus tesouros.

Caralho - é o nome da cestinha que fica no alto do maior mastro de uma caravela. Logo, os marujos portugueses mais engraçados começaram a dizer: "O meu é tão grande quanto um caralho" e temos um palavrão.

Cu - é o nome do buraquinho no fundo da agulha por onde se introduz a linha. Sem mais.

Puta - para esta, há mais de uma versão. 1) Nada além do latim "putta", que significa "menina". 2) Veio de "puate" - mulheres que cuidavam das thermas gregas (tipo uma sauna) e que, eventualmente, se relacionavam com os clientes. 3) Derivou do nome da deusa grega Poda, a quem as sacerdotizas homenageavam realizando divertidos bacanais.

Porra - do latim "porrum", que designa uma haste com ponta protuberante. É a mesma origem que "porrete" ou mesmo "alho-poró". Logo foi associada à imagem do pênis e, posteriormente, à do sêmem. Também por esta associação da imagem surgiram os termos "cacete", "pau" e "pica" (que era uma lança medieval).

Piroca - em português arcaico, significa "careca". O paralelo com o pênis não tardou.

Foder - verbo latino que designa relação sexual.

Fodido - sim, sexo é muito bom, mas também tem a conotação de submissão, humilhação. Aqui entram também as expressões "Vá tomar no cu", "Vá se foder".

Interessante: os termos "coitado" e "tadinho" também significam que a pessoa sofreu coito.

Por fim - sejam educados.

Fonte: Muito Interessante Via: Bicho Noturno
Share on Google Plus

About Wesley Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário