Casa que inspirou filme O Exorcista vai sofrer 'descarrego' ao vivo na TV


 
O canal Destination America, do grupo Discovery Communications, vai exibir uma sessão de descarrego ao vivo na casa que inspirou o filme O Exorcista (1973). 
 
 
O especial Exorcism Live será exibido nos Estados Unidos em 30 de outubro, véspera do dia das bruxas, e contará a história da famosa residência, localizada na periferia de Saint Louis (Missouri). 
 
 
"Ninguém tentou livrar essa casa dos demônios e espíritos que lá habitam; até agora", diz o comunicado do canal divulgado hoje (30) no seminário da TCA (Associação dos Críticos de Televisão dos EUA). 


A sessão de exorcismo será liderada pela equipe do programa Ghost Asylum, os "caçadores de assombrações", e pelo médium Chip Coffey. Eles vão percorrer toda a casa, do porão ao sótão, para encontrar atividades paranormais. 
 
 
Serão usados equipamentos específicos para capturar essas supostas anormalidades, seja no claro ou no escuro. O objetivo é documentar algum sinal de uma entidade demoníaca pela primeira vez ao vivo na TV.
 


Essa seria uma atração certa no Discovery Channel, que ficou conhecido nos últimos anos por dar espaço a programas excêntricos e apelativos. 
 
 
O novo diretor-executivo do canal, Rich Ross, disse no seminário da TCA no começo deste ano que iria banir tal tipo de programa. E até agora está cumprindo a promessa. 
 
 
"Enquanto eu estiver no Discovery, você não verá uma pessoa sendo comida por um cobra", afirmou Ross, se referindo ao Eaten Alive, polêmico documentário exibido em dezembro do ano passado. A produção foi acusada de propaganda enganosa por anunciar que um homem seria engolido por uma anaconda, o que não aconteceu. 


A última vez que a televisão norte-americana transmitiu algo parecido foi em 1991. A revista jornalistica 20/20, da rede ABC, exibiu 26 minutos de um exorcismo de uma garota do Estado da Flórida. 
 
 
A sessão do descarrego teve seis horas de duração. O segmento comandado pela renomada apresentadora Barbara Walters não foi bem aceito pelos telespectadores na época.
 
 
 
 

Share on Google Plus

About Wesley Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário