Lendas Pernambucanas

Venho novamente a postar mais lendas de pernambuco, as postei no meu blog também, que se chama Pernamburaco, http://www.pernamburaco.com.br/2010/02/reunindo-as-lendas-pernambucanas-2.html

Bom, vamos ao que importa... eis abaixo as lendas. Dessa vez não pude colocar todas de uma vez, mandarei mais lendas daqui quando reunir novamente um grupo maior, então leia e divirta-se:

1 - Carroça de Boi

Há muito tempo, na cidade de Garanhuns, uma mulher muito má demitiu todos os seus funcionários e se trancou em sua casa para morar sozinha. Certo dia ela morreu e não tinha nenhum parente para fazer um enterro, muito menos comprar um caixão. Alguns fazendeiros da região pegaram o corpo da mulher e o colocaram dentro de uma carroça, mandando os bois seguirem para qualquer direção. Dizem que até hoje na cidade, quando você está quase dormindo passa uma carroça de boi na frente da sua casa... é a carroça carregado o corpo daquela velha vagando pela cidade, procurando um lugar para enterrá-la.

2 - Branca Dias

Uma rica senhora de um engenho do bairro de Apipucos foi condenada à prisão pelo crime de judaísmo. Branca Dias, porém, arremessou no açude toda a sua baixela e mais objetos de prata que possuía. Hoje, o local é conhecido como Açude do Prata.

3 - Cabra Cabriola

É uma lenda do Piauí e Pernambuco que data dos século XIX e XX.
Soltava fogo e fumaça pelos olhos, nariz e boca. Atacava quem andasse pelas ruas desertas às sextas à noite. Mas o pior era que a Cabriola entrava nas casas, pelo telhado ou porta, à procura de meninos malcriados e travessos. A lenda conta que a Cabra Cabriola era um animal monstruoso além de que, mais uma vez, comia crianças travessas. De acordo com a lenda, ela cantava este verso:

Eu sou a Cabra Cabriola
Que como meninos aos pares
Também comerei a vós
Uns carochinhos de nada

A lenda dizia que quando uma criança começa a chorar de repente, a Cabra Cabriola estava fazendo outra vítima. Quando isso acontecia, as pessoas começavam a rezar.

4 - Mão Pelada

O Mão pelada é uma lenda popular no Vale do São Francisco. A lenda conta que o Mão Pelada é um animal de hábitos noturnos que não possui pele nas mãos e por isso é conhecido como Mão Pelada. Acredita-se que, se ele sugar seu sangue pode curar doenças como reumatismo e hanseníase.

5 - A Alamoa

A Alamoa ou dama branca, lenda de Fernando de Noronha, é a aparição de uma mulher branca, loura, nua, que tenta os pescadores ou caminhantes que voltam tarde, e depois se transforma num esqueleto, endoidecendo o namorado que a seguiu. Aparece também como uma luz ofuscante, multicor, a perseguir quem foge dela. Sua residência é o Pico, elevação rochosa de 321 metros na ilha de Fernando de Noronha. Segundo Olavo Dantas (Sob o Céu dos Trópicos, 28, Rio de Janeiro, 1938): "Às sextas-feiras a pedra do Pico se fende e na chamada porta do Pico aparece uma luz. A Alamoa vaga pelas redondezas. A luz atrai sempre as mariposas e os viandantes. Quando um destes se aproxima da porta do Pico, vê uma mulher loura, nua como Eva antes do pecado. Os habitantes de Fernando chamam-na alamoa, corruptela de alemã, porque para eles mulher loura só pode ser alemã... O enamorado viandante entra na porta do Pico, crente de ter entrado num palácio de Venusberg, para fruir as delícias daquele corpo fascinante. Ele, entretanto, é mais infeliz que o cavaleiro Tannhauser. A ninfa dos montes transforma-se numa caveira baudelairiana. Os seus lindos olhos que tinham o lume das estrelas, são dois buracos horripilantes. E a pedra logo se fecha atrás do louco apaixonado. Ele desaparece para sempre".

6 – A freira que Morreu

Essa lenda é do Colégio Damas, no bairro de Espinheiro. A cerca de 5 anos atrás eram soltos cachorros no colégio para segurança, soltos de 9 horas da noite e presos às 5 da manhã. Porém, certo dia, as freiras saíram para a missa na igreja da escola às 5:30 da manhã e neste dia, o funcionário que prende os cachorros tinha esquecido de prende-los, em seguida, uma freira já velhinha havia esquecido do horário e se atrasado para a missa, então ela foi sozinha para a missa, no caminho os cachorros chegaram e a pegaram com mordidas.

Fonte: sobrenatural.org

Share on Google Plus

About ♰†♰Death Angel♰†♰

0 comentários:

Postar um comentário