Os fantasmas da Casa Branca

O fantasma de David Burns - Sótão

A Casa Branca foi construída em 1789, durante a administração do primeiro presidente norte-americano, George Washington, tendo servido a partir desse ano como residência e local de trabalho oficial do presidente dos EUA. 
O terreno onde se iniciou a construção pertencia originalmente a David Burns que, segundo o site 'listverse.com', foi "forçado a ceder o terreno para a construção da Casa Branca".

David Burns surgiu alegadamente a dois seguranças que trabalhavam no edifício. Ambos afirmam ter ouvido uma voz vinda do sótão - que se encontra diretamente acima da sala oval. A voz dizia simplesmente: "Sou o David Burns". 
O primeiro caso foi o de um segurança da administração do presidente Franklin Roosevelt, diz o site em inglês do 'Canal História'. O segundo caso deu-se durante a administração de Harry Truman, quando um guarda disse ter ouvido o mesmo.

O fantasma de Henry Harrison


O nono presidente dos Estados Unidos, Henry Harrison, foi o que menos tempo esteve no poder, morrendo na Casa Branca apenas nove meses depois de tomar posse, vítima de pneumonia. 
Diz o 'listverse.com' que vários presidentes da Casa Branca acreditam que o fantasma de Henry Harrison vive no sótão do edifício, onde procura por algo desconhecido. Diz o site que vários presidentes afirmam ouvir barulhos inexplicáveis no sótão.
O fantasma de Dolley Madison - O jardim da rosa

O jardim é hoje frequentemente utilizado pelo presidente dos Estados Unidos da América para fazer conferências de imprensa. No século XVIII, todavia, era um espaço enlameado onde se situavam as estrebarias da Casa Branca. 
Isso veio a mudar quando a mulher do quarto presidente dos EUA, Dolley Madison (esposa de James Madison), lá decidiu plantar os primórdios do espaço que hoje é conhecido como "O jardim da Rosa". Anos mais tarde, uma outra primeira-dama, neste caso Ellen Wilson (mulher de Woodrow Wilson), pediu que o jardim fosse reconstruído. 
Mas quando os trabalhadores chegaram ao local encontram o fantasma de Dolley Madison, que os impediu de destruir o jardim que esta havia plantado, ou, pelo menos, assim reza a história, diz o 'listverse.com'.

Diz-se também que é devido ao fantasma de Dolley Madison que a Casa Branca tem muitas vezes, e de forma inexplicável, um inconfundível cheiro a rosas.
O "Gato-Demônio" - subsolo

Desta vez não se trata de fantasmas de personalidades históricas que ocuparam em vida a residência do presidente dos EUA. 
Consta que no subsolo do edifício existe um misterioso "gato-demônio", que ilude a percepção das pessoas que o vêem, primeiro como um pequeno gato e depois como uma "besta fantasmagórica", diz o 'listverse'.

Diz-se que este gato só aparece antes de um desastre nacional. As suas duas últimas aparições foram nos dias que antecederam o 'crash' da bolsa norte-americana, em 1929, e imediatamente antes do assassinato do presidente Kennedy.
  
O fantasma de Abraham Lincoln - Os halls do segundo andar, O Quarto Oval Amarelo, O Quarto da Rosa


É no segundo andar da Casa Branca que se encontram os quartos do presidente dos EUA e da sua família. É neste andar que ficam hospedados os convidados de honra. É também nos corredores deste segundo andar que o muitas vezes reportado fantasma de Abraham Lincoln vagueia à noite. 
Quem o afirmou foi a primeira-dama Eleanor Roosevelt, que diz tê-lo avistado nos corredores. Para além de Eleanor, o presidente Harry Truman disse que ouviu os passos do presidente assassinado no corredor, antes de o mesmo vir bater à porta do seu quarto.
Foi Abraham Lincoln que protagonizou a mais famosa aparição fantasmagórica na Casa Branca, da qual falaremos mais à frente. O Quarto Oval Amarelo - não confundir com a Sala Oval - era a biblioteca pessoal de Lincoln. 
Neste local, vários funcionários do edifício alegam ter visto o falecido 16º presidente a olhar pela janela da divisão. A primeira-dama Grace Coolidge dá também voz a estas alegações.
Diz o 'listverse' que a rainha Wilhelmina da Holanda viu o fantasma de Abraham Lincoln no corredor, quando abriu a Sala da Rosa, depois de ouvir bater à porta.
Esta é provavelmente a mais famosa história de uma aparição fantasmagórica na Casa Branca, devido principalmente à personalidade que a contou. Winston Churchill afirmou que viu o fantasma do antigo presidente norte-americano ao lado da lareira do seu antigo quarto, enquanto o primeiro-ministro britânico lá estava hospedado. 
A situação caricata aconteceu alegadamente depois de Churchill sair de um banho, razão pela qual estava completamente nu quando viu a aparição de Lincoln. Depois deste episódio, Churchill recusou-se a voltar a dormir no mesmo quarto.

O fantasma de Lincoln é o que mais histórias de aparições acumula na Casa Branca. Diz o site 'listverse.com' que o 16º presidente dos EUA foi avistado por vários presidentes que lhe sucederam, como Teddy Roosevelt, Herbert Hoover e Dwight Eisenhower. 
A filha de Ronald Reagan, Maureen, estava com o seu marido no quarto de Lincoln quando, afirmam ambos, o viram no mesmo lugar que Churchill diz ter visto o ditoso fantasma: ao lado da sua antiga lareira. 
O fantasma de Abigail Adams - halls do segundo andar


Abigail Adams foi a esposa do segundo presidente dos Estados Unidos, John Adams. O seu fantasma foi alegadamente visto a flutuar pelos corredores do segundo andar pelo 27º presidente do país, William Howard Taft.
Fantasma do soldado britânico - Os quartos do segundo andar

Um casal que se encontrava hospedado na Casa Branca afirmou ter sido acordado durante a noite pelo fantasma de um soldado britânico que tentava atear fogo à cama onde dormiam. Esta figura foi alegadamente vista em outros espaços do edifício. 
Diz o 'listverse.com' que este soldado é presumivelmente o britânico que ateou fogo à Casa Branca durante a batalha de Bladensburg, em 1814, que opôs forças britânicas e irlandesas contra o exército norte-americano - um episódio da guerra de 1812, decretada pelos EUA.


O fantasma de Willie Lincoln


O terceiro filho de Abraham Lincoln morreu no seu quarto, na Casa Branca, em 1862, do que se presume ter sido febre tifóide. Lynda Johnson, filha do presidente Lyndon B. Johnson, disse ter visto o fantasma da criança no quarto onde faleceu havia cerca de cem anos.


Thomas Jefferson e John Tyler - Quarto Oval Amarelo

A esposa de Abraham Lincoln, Mary Todd Lincoln, disse ter visto os fantasmas de dois presidentes dos EUA, Thomas Jefferson e John Tyler, ambos nesta divisão do edifício.
Fantasma do soldado incendiário - O Pórtico Norte

É no Pórtico Norte que se encontra a principal entrada para o edifício. Uma das aparições frequentemente avistada nesta área é a de um soldado britânico com uma tocha na mão, provavelmente, diz o 'listverse.com', o mesmo soldado que alegadamente acordou um casal no segundo piso enquanto tentava incendiar a cama.


Guardiões da porta


Para além do soldado britânico, o site 'listverse.com' afirma que várias pessoas dizem ter avistado porteiros e arrumadores há muito falecidos ainda a guardarem a entrada para a Casa Branca.


O fantasma de Anne Surratt


Anne Surratt foi filha de Mary Surratt. Esta última tornou-se na primeira mulher a ser sentenciada à morte nos Estados Unidos, depois de um polémico processo que a considerou culpada de estar envolvida na conspiração para o assassinato de Abraham Lincoln. 
O fantasma de Anne Surratt é um dos que é alegadamente avistado a bater às portas da Casa Branca a exigir a libertação da sua mãe. 
Diz-se também, conta o 'listverse.com', que todos os anos, no dia 7 de Julho - dia em que se cumpriu a sentença - o fantasma de Anne Surratt pode ser encontrado nas escadas do Pórtico Norte.
O fantasma de Abigail Adams - A Sala Este

Abigail Adams já figurava na lista do site 'listverse.com', quando este referiu uma sua aparição aos olhos do então presidente dos Estados Unidos William Howard Taft, no corredor do segundo piso da Casa Branca. 
A Sala Este era onde Abigail Adams costumava colocar a roupa a secar, por este ser dos mais quentes e solarengos espaços do edifício. Várias pessoas afirmam ter visto o fantasma de Abigail a dirigir-se para a Sala Este, com os braços estendidos como se estivesse a segurar um molho de roupa.
O fantasma de Andrew Jackson - O Quarto da Rosa

De acordo com vários funcionários da Casa Branca, a voz do presidente Andrew Jackson é ouvida frequentemente na Sala da Rosa, em altas gargalhadas ou a proferir altos palavrões. Diz o 'listverse.com' que neste espaço há um local inexplicavelmente frio no antigo sofá de canapé, onde o antigo presidente costumava repousar.



 Fonte: Sábado Via: Arquivos Do Insolito
Share on Google Plus

About Wesley Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário