Erik Sprague - O homem lagarto


Bem-vindos mais uma vez ao mundo real de quem faz e acontece.

Hoje vamos falar de uma insanidade impar no mundo, um homem que saiu de todos os limites físicos para buscar o incompreensível aos olhos dos mais conservadores, a fuga da normalidade através de uma transformação pra lá de bizarra e legal, Erick Sprague se transformou em homem lagarto, "e isso não foi coisa da Marvel".


A decisão da mudança

Após uma reflexão de três anos, o texano Erik Sprague ainda humano, completou 21 anos e decidiu transformar seu corpo radical e definitivamente. Nessa época, ele, que estudava filosofia e arte, explica que sua mãe "não ficou tão surpresa e que sua família demonstrou ter uma perspectiva muito positiva" sobre sua transformação.


"Quem me conhece como pessoa e como artista sabe que desde que era criança eu gostava de pintar a pele, e meu desenvolvimento foi muito natural e orgânico", disse o artista.

Ele faz questão de deixar claro que essa mudança não foi fruto de um impulso e, muito menos, digna de arrependimento.


A mudança e os implantes de teflon

Erik Sprague acabou se transformando no "homem-lagarto" após ter tatuado seu corpo com escamas em tom de verde, serrado seus dentes, e operado sua língua (agora bífida) para se sentir mais "à vontade" com seu corpo.


O "homem-lagarto", que possui apenas seus olhos verdes inalterados, também possui tatuado no peito a palavra "freak" ("aberração"), nada muito distante de sua realidade.

Dentro das transformações alcançadas pelo homem lagarto, a mais dolorosa, "sem nenhuma dúvida", foram os cinco implantes de bolas de teflon implantados sobre seus supercílios e que reproduzem o inchaço característico dos lagartos nessa parte do corpo.


"Cheguei a vomitar e a ter muitas alucinações", afirmou Sprague, ao relatar que a cirurgia foi feita sem anestesia.

Os implantes foram feitos por um engenheiro especialista neste tipo de material, autorizado para realizar esse tipo de cirurgia, mas, curiosamente, sem licença para administrar uma dose de anestesia.


O trabalho de Erik

Erik faz shows com espadas e lanças afiadas, ele mesmo se qualifica como artista.


Ele se dedica à comédia e ao preparo de espetáculos com espadas, lanças afiadas e, é claro, com a exibição de seu corpo, 70% tatuado na cor verde, que, segundo o próprio Erik, a intenção é preenchê-lo completamente.


Como Erik conheceu sua esposa

Sprague é casado há dez anos, também apontou que sua esposa também não pediu em nenhum momento para ele desistir dessa transformação.

"Ela me conheceu enquanto eu estava em um palco com um maiô mínimo, exibindo meu corpo e fazendo números com espadas, no qual eu introduzia pontas afiadas na cara e na boca. Acho que eu agradei desde o princípio", ironizou o artista que é vegetariano porque não gosta 'do sabor da carne'.


Apesar de se alimentar de "pizza, frutas e cerveja", os insetos, verdadeiros banquetes dos répteis, também estão presentes em seus espetáculos.

"Eu poderia ganhar muito dinheiro, mas quero o suficiente para ser feliz e, para isso, não preciso de muito", aponta o homem lagarto, que se nega a quantificar quanto custou esta sua transformação.
O significado dos Répteis para Erik

Erik justifica sua mudança ao afirmar que gosta "do aspecto dos lagartos", já que "os répteis simbolizam o poder, desde as histórias do Éden aos dragões".


"Esta foi uma oportunidade de me transformar em um símbolo de poder", afirmou Sprague.

Em relação ao sentimento de poder, o homem lagarto, como artista, afirmou que essa característica nasce do desejo de chamar a atenção de quem olha, mas, principalmente, da "reação surrealista" que sua imagem proporciona.

Segundo Sprague, ele queria contribuir com algo "diferente" e "raro" dentro da sociedade.


Após todas essas transformações o nosso homem lagarto diz que não está arrependido de suas transformações.

Quem aqui teria coragem de fazer algo desse nivel?

Corajoso, freak, bizarro, incrível, surreal...

REAL, BRUTAL !!!!



Share on Google Plus

About Wesley Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário