10 teatros assombrados ao redor do mundo

O Palais Garnier, em Paris, serviu de inspiração para o musical "O Fantasma da Ópera", de Andrew Lloyd Webber


Dizem que fantasmas e espíritos aterrorizam pessoas em teatros localizados em Nova York, Londres, Paris e Los Angeles.
Algumas casas são tão antigas, místicas e cheias de história que caem no imaginário popular e ganham um ar assustador e macabro. 
Este é o caso de alguns teatros e cinemas ao redor do mundo que, ao longo dos anos, passaram a ser considerados mal-assombrados por seus frequentadores. São edifícios que, ao mesmo tempo em que são obras-primas arquitetônicas, guardam mistérios em seus corredores longos e sombrios.
Esses icônicos estabelecimentos podem ser encontrados em diversas cidades pelo mundo. Em Londres, que possui até um passeio organizado por guias que percorrem parques e edifícios mal-assombrados, existem dois teatros onde espíritos são vistos reiteradamente: o Theatre Royal, uma antiga instituição no centro da capital inglesa, e o Adelphi Theatre, uma animada casa que, todavia, detém um passado sinistro.
Já Los Angeles, populosa metrópole americana, tem muito mais a oferecer aos turistas além da badalada Rodeo Drive, em especial aqueles ávidos por situações sobrenaturais. O Grauman's Chinese Theatre, um dos mais prestigiosos e pitorescos teatros locais, daria uma excelente história de filme noir.
Belasco Theatre, Nova York: aberto em 1907, este teatro já foi palco de algumas das maiores produções da Broadway. A casa é tida como assombrada pelo fantasma de David Belasco, um dos mais antigos produtores da Broadway. Em vida, ele costumava trajar-se como um monge e pessoas juram que viram uma figura desconhecida com essas vestimentas circulando pelos quartos do teatro.
Theatre Royal, Londres: este é o prédio mais antigo da capital inglesa construído com a finalidade de funcionar como teatro, tendo sido aberto em 1663, na rua Drury Lane, em Convent Garden. Ao longo dos séculos, ele acumulou diversas histórias de fantasmas, sendo a mais famosa a do "Homem de Cinza", um antigo cavalheiro que teria vivido no século 18 e que foi visto por incontáveis atores, funcionários de palco e até por membros da plateia. Dizem que suas aparições significam boa sorte.


Ford Center for the Performing Arts Oriental Theatre, Chicago: aberto em 1926, o Iroquois Theatre foi palco de um dos maiores desastres do país, quando um mês após sua inauguração, durante uma apresentação com ingressos esgotados, o prédio pegou fogo, vitimando mais de 600 pessoas. No lugar da antiga casa, foi construído o Oriental Theatre, que herdou os espíritos dos mortos. As aparições são vistas frequentemente no beco atrás do teatro, onde seus corpos foram empilhados.



Oregon Shakespeare Festival Ashland, Oregon: desde 1935 este teatro produz anualmente 11 peças do repertório do grande dramaturgo inglês. O espaço é assombrado por uma jovem assassinada no século 19, cujo fantasma, envolto por uma misteriosa luz azul, já foi visto perambulando pela propriedade e pelo parque em seu entorno.



Adelphi Theatre, Londres: aberto em 1806, este é até hoje um teatro popular na região oeste da capital britânica, mais precisamente em Westminster. O atual prédio, reconstruído em 1930, é assombrado pelo fantasma do ator William Terriss, que foi assassinado a facadas na porta do estabelecimento no ano de 1897. Reza a lenda que seu ator suplente teria sonhado com a morte de Terriss na véspera do ocorrido.



Dock Street Theatre, Charleston: abrindo suas portas em 1736, este é um dos mais antigos teatros dos Estados Unidos. Quatro anos depois, o prédio foi consumido pelas chamas de um incêndio, e, em seu lugar, foi construído um hotel. Nos anos 1930 voltou a funcionar como um teatro. Há relatos de que o fantasma de uma prostituta, Nettie Dickerson, vítima de um raio enquanto estava na varanda do hotel, circula pelo segundo andar do estabelecimento, vestida de vermelho e com um olhar vidrado e enlouquecido.



Orpheum Theatre, Memphis: construído em 1890, este teatro sofreu um incêndio em 1923, sendo reconstruído cinco anos depois. O belo teatro é um dos poucos da década de 20 que ainda está de pé. O problema deste lugar reside especificamente no assento C-5. É nesta cadeira que o vulto fantasmagórico de uma jovem chamada Mary foi visto durante ensaios e apresentações.



St. James Theatre, Nova Zelândia: aberto em 1912, este teatro está localizado na cidade de Wellington, já tendo sido palco de óperas, bailados e peças ilustres. Reza a lenda que um dançarino russo, de nome Yuri, teria escorregado do palco, caindo para a morte. A seu bondoso espírito foram atribuídos estranhos fenômenos que salvaram as vidas de alguns projetistas do teatro. Outro fantasma que assombra o local não traz a mesma sorte. A "Mulher das Lamentações" é responsável por circunstâncias infelizes que se abateram sobre artistas do sexo feminino.



Grauman's Chinese Theatre, Los Angeles: inaugurado um ano após sua construção, em 1927, este teatro foi palco da cerimônia do Oscar na década de 40 e fica ao lado do Teatro Dolby, onde é hoje realizada a entrega da premiação. Segundo relato de testemunhas, o teatro é assombrado pelo espírito do ator Victor Killian, que até hoje perambula pelo local à procura do homem que o espancou até a morte na frente desta casa.



Palais Garnier, Paris: vários acontecimentos nesse teatro inspiraram o musical "O Fantasma da Ópera", de Andrew Lloyd Webber. É o caso de um gigantesco lustre que se desprendeu do teto, matando um funcionário da casa em 1896. Enquanto seu esqueleto jamais foi encontrado, algo mais foi: um rio subterrâneo secreto e coleções de gravações fonográficas dos principais cantores que passaram por este teatro.      





Fonte: Pure Viagem  Via: ArquivosDoInsolito
Share on Google Plus

About Wesley Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário