Cientistas revelam idade da mais antiga múmia de cachorro já encontrada












Cientistas da Universidade NEFU (Universidade Federal do Norte Oriental, em tradução livre) examinaram o único cachorro mumificado em gelo encontrado até hoje no mundo.
A análise durou quatro anos e conseguiu definir a idade do bichinho. A conclusão dos cientistas é que o animal viveu por volta de 12.450 anos atrás. As informações são do jornal Siberian Times.
O animal foi encontrado mumificado no gelo de um lago na região da Iacútia, na Sibéria Oriental, enquanto pesquisadores buscavam por restos mortais de mamutes, em 2011. 
A cadela teria idade de três meses quando morreu e tinha galhos no estômago, o que levou os cientistas a concluírem que ela teria tentado lutar por sua vida ao morder os galhos antes de cair em um lago.
O pelo, pele, ossos e órgãos internos da cadela estavam intactos.
Os pesquisadores vão voltar ao local onde o animal foi encontrado acompanhados de arqueólogos, nos próximos meses, quando será verão e o gelo estará no pico de derretimento. A intenção é encontrar outras evidências que possam ajudar a concluir se tratava-se de um animal domesticado.
Os especialistas acreditam que a necrópsia possa ajudar em pesquisas de espécies antigas de cachorros.

Share on Google Plus

About Wesley Fernandes

0 comentários:

Postar um comentário